africa-do-sul

ÁFRICA DO SUL: CONTRASTES E BELEZAS NATURAIS!

Sempre ouvi muito falar a respeito desse lugar que tem fama de ser um dos mais belos do mundo, além de ser de baixo custo e ter um povo muito hospitaleiro. Pude confirmar isso tudo, mas, por mais que eu esperasse uma grande viagem, nada se compara a experiência de estar lá: Foi demais!!!

A África do Sul fica no extremo sul da África, entre os oceanos Atlântico e Índico, só por aí já dá pra imaginar o tamanho de sua beleza natural, mas nem os mais criativos poderiam fazer jus ao lugar. O país é mundialmente conhecido pelo sol. Com clima relativamente seco, chove pouco, tem verões ensolarados e invernos amenos. As estações são as mesmas do Brasil e as temperaturas costumam ser mais baixas do que em outros países com as mesmas latitudes (por exemplo, a Austrália), principalmente por causa da sua maior altitude em relação ao nível do mar.

O País possui três capitais (Pretória, a administrativa; Cidade do Cabo, a legislativa; e Bloemfontein, a judiciária). A Minha primeira parada foi na capital legislativa Cidade do Cabo (Cape Town). Além do turismo, sempre alio essas viagens com as minhas visitas técnicas para aumentar a qualidade e segurança de quem viaja com a Geraes Viagens, visitei as escolas parceiras que trabalhamos no intercâmbio, as acomodações estudantis, albergues e também os serviços para o turismo de lazer como hotéis, transportes, serviços, guias. Fiquei entusiasmado com o que vi.

A cultura também é algo muito interessante do lugar, e é possível ver em cada canto a importância que Nelson Mandela teve e ainda tem para aquele povo, que o considera como um ídolo, pois foi por meio de sua iniciativa política que a África do Sul se tornou independente e desenvolveu sua economia.

Em praticamente qualquer lugar do país é possível fazer ótimas combinações de natureza, vida selvagem, cultura, aventura e tradição. Como bom aventureiro que sou, o que mais me chamou atenção foram os passeios ecológicos. Apesar de ter várias opções culturais e históricas preferi aproveitar as belezas naturais do lugar que, sem sombra de dúvidas, são de encantar qualquer ser humano.

Iniciei minha jornada pela famosa caminhada Lions Head, que mesmo sendo leve, é muito bonita e nos dá uma visão geral do que está por vir na viagem. Na Lions Head pude viver a experiência de ver o por do sol no mar de Camps Bay em uma paisagem que conta com uma visão frontal da mais bonita montanha do país, a Table Mountain.

africa-do-sul-intercambio-ferias

A Table Mountain também é um dos passeios obrigatórios para quem visita o lugar. Para os mais animados, é possível chegar até a montanha por uma trilha de duas horas de caminhada, mas também há a opção de acessá-la por um teleférico que leva até seu topo. A montanha é muito famosa por sua superfície plana e por proporcionar uma vista muito bonita da cidade. Fiz a subida por trilha e desci pelo teleférico, assim pude curtir todas as experiências que o passeio oferece.

as-beleza-da-africa-do-sul

Ainda em Cape Town, tive algumas experiências noturnas com estudantes de todo mundo que estavam na mesma acomodação, o baixo custo e as noites animadas deixam os estudantes alvoroçados: sushi, boliche, bares, baladas, sinuca e muita diversão completaram o meu passeio.

Também visitei uma das maiores favelas do mundo, a ‘’Khayelitsha township’’. Lá as favelas são parecidas com as do Brasil, porém não estão em morros, são horizontais: barracos pequenos, sem saneamento básico, povo sofrido, mas acolhedor e divertido como no Brasil. Entrei em um tour oferecido por uma das empresas parcerias, contudo, não me deixou muito a vontade, já que me disseram para não sair no grupo, não conversar muito com as pessoas… mas como sempre quebrei algumas rotinas dos tours e como tenho facilidade de comunicação com rico, pobre, branco, negro e quero sempre fazer amizade com eles, resolvi arriscar. Não fumo, mas vi uma roda de amigos e pedi um cigarro, foi uma boa forma de me aproximar e logo puxei o assunto dizendo que cidade em que vivem é linda, depois perguntei como foi a experiência da copa do mundo, que tinha acabado de terminar no Brasil. A conversa foi linda. No final a guia, que estava me procurando, assustou quando me viu entre cinco ‘’favelados’’ como se fossemos amigos antigos.

De lá, parti para três dias de aventura na Gardem Route (Rota Jardim), que é uma das principais atrações turísticas da África do Sul. A Rota é um trajeto percorrido de carro em que cruza as províncias de Western Cape (Cabo Ocidental) e Eastern Cape (Cabo Oriental) pela estrada N2, que praticamente corta o país. Na Gardem Route tive a oportunidade de ir a lugares incríveis. Comecei por um safári e um passeio de canoa pelo Wilderness National Park: fiz caminhada na companhia de leões e a outra parte do trajeto montado em elefantes, mais que emocionante, foi inesquecível. A sensação de estar em cima desse herbívoro, com mais de sete metros de altura, não se compara a nada.

Já vivi muitas aventuras, mas foi na África do Sul que tive a oportunidade de pular de Bungee Jumping pela primeira vez. O salto foi em uma ponte que fica entre a Cida do Cabo e Porto Elizabeth e é o maior pulo em ponte do mundo, certamente também é um dos mais bonitos e, obviamente, emocionantes.

Embora a sensação nos primeiros segundos do salto seja de medo, a beleza da paisagem e a adrenalina, fizeram aquele momento se tornar inesquecível. É difícil falar muito sobre essa experiência, então confira o vídeo a seguir para sentir só para ter uma ideia:

Para finalizar a Gardem Route, visitei a praia mais bonita do país a Jeffreys Bay (Baía de Jeffreys), que é muito famosa por ser rota de vários campeonatos de surfe e também por ter um dos mais majestosos acervos de belezas naturais da África do Sul. Lá, tive a oportunidade de me hospedar nos albergues da região, que servem um delicioso churrasco ao molho barbecue que é uma atração à parte.

Fazendo um balanço geral da viagem, acredito que a África do Sul seja um destino para viajantes de todas as idades, mas indico especialmente para casais que gostam de natureza e pra jovens que queiram treinar o inglês. Lá existem várias opções de cursos que além do treinamento, conciliam ótimos passeios para quem gosta de praticar esportes e de ter contato com a natureza.

Se você já leu o texto sobre Dubai, vai gostar de conhecer o pacote que a Geraes tem para intercambio de um mês na África do Sul. Nesse pacote, além de se encantar com as belezas da África, você pode fazer uma pausa de dois dias em Dubai. Confira aqui nossas dicas de passeios para os Emirados Árabes e monte seus planos de viagem.

Essas foram apenas algumas das experiências que vivi nessa viagem, espero que tenham gostado e se interessado pelo destino, pois realmente é um lugar que vale a pena conhecer.

Foi um prazer poder compartilhar mais essa aventura com vocês, e se alguém ficou com alguma dúvida ou quer logo embarcar para conhecer tantas belezas, é só entrar em contato conosco.

Abraços e até a próxima.

About the Author

By admin / Administrator, bbp_keymaster

Follow admin
on jan 14, 2016

Comentários (2)

  • Hosting

    Na Africa do Sul os dias comecam e terminam cedo. A maior parte dos comercios e servicos fecham entre as 16h e as 18h, e os restaurantes e shoppings entre as 21h e 22h, mas depende, e claro, da cidade e dos estabelecimentos.

  • link

    Entre tantas experiencias que a Africa do Sul me ofereceu, nada foi mais emocionante e perturbador do que o safari fotografico. A sensacao de estar na savana sul-africana, habitat natural de animais selvagens que so vemos em filmes, mescla-se a todo momento com sentimentos de medo e euforia.

Deixe um comentário